domingo, 17 de março de 2013

CIRANDA, DANÇA COMUNITÁRIA

Oh cirandeiro/cirandeiro oh/a pedra do teu anel brilha mais do que o sol. Esse refrão é de uma ciranda, dança em que todos participam, brincam e se divertem. Dançada em roda, com passos simples e bem marcados, sem limite de idade, distinção de sexo ou raça. Assim é a ciranda, uma dança comunitária. A cirandeira mais conhecida é a Lia de Itamaracá, que canta cirandas desde criança e tornou-se um referencial da cultura pernambucana, a ponto de receber o título de patrimônio vivo de Pernambuco, dado pelo governo daquele Estado. Lia sempre morou em Itamaracá, ilha que fica em Recife, e viaja o país inteiro cantando e dançando cirandas. Recentemente, fez um show de ritmos no centro cultural da Caixa Econômica, no Rio de Janeiro, e transformou o teatro de arena em uma grande ciranda, fazendo o público dançar e se diverter para valer. Valeu Lia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário